Necessidade que virou hobby

Uma folha de papel pode ser útil para n coisas, desde rabiscar até para simplesmente amassá-la, rasgá-la. Pois bem. Amassar papel. Tem gente que faz isso para descartá-lo, mas um ato muito parecido, o dobrar papel, pode ter um significado muito construtivo.

Quando resolvi procurar pela internet miniaturas de carros de F1 em 2009 na expectativa de encontrar algo que estivesse ao meu alcance financeiro acabei dando com os burros n’água: os preços não eram (e continuam não sendo) nada acessíveis ao meu bolso, de fato, variam de 200 até 400 por cada miniatura.

Não sei o que me deu na cabeça na época, mas eu lembrei que tem doido gente que faz “coisas” usando papel, coisas vindas das dobraduras. Talvez você pense logo em origami, mas queria mesmo algo mais detalhado, no caso, as miniaturas de carros. Para minha sorte, havia encontrado o que queria: modelos de carros de F1, não só isso, mas como uma gama de outros tipos de miniaturas. Há vários blogs e sites de papercraft por aí, mas um onde conheci uma galera bacana e tem muitos modelos é o Stampa400.

ph3
Quanto vale a Lotus 79 em papel?

A princípio, me aventurei mais em pesquisar sobre os carros que achava maneiro, ou até mesmo um modelo disponível que me interessou. A primeira coisa que consegui montar totalmente (houve tentativas frustrantes) foi a Lotus amarelinha, a 99T, do Senna. Não ficou lá aquelas coisas (e nem existe mais, eu a “desmontei”), mas confesso que me senti um Adrian Newey, isso porque o modelo era um dos mais simples possível! Montei também alguns capacetes e tentei carros mais ousados, mas sem grandes resultados. Na verdade, houve tempos de eu ficar literalmente por conta de “montar carrinhos”, muitas vezes sem resultado nenhum.

dscn0557

É um “trabalho trabalhoso”, o qual demanda tempo, paciência e cuidado, mas que é válido. Quando comecei, tive muita dificuldade em imprimir os modelos, em como recortar, colar e montar, apanhei muito (e ainda aplano) das instruções. Não que hoje eu seja um ninja no assunto, mas com o tempo você vai pegando as manhas. Ainda tem muita coisa que quero aprender.

Mas eu falhei uns tempos e não montei absolutamente nada, até que no final do ano passado me aventurei em outras categorias de paper. Acabei montando um personagem de anime, Kirito Kirigaya de Sword Art Online, para um amigo secreto e o droid BB-8 de Star Wars para presente de aniversário. Não é que o pessoal achou legal?! De fato, percebi que esse esquema tem muita coisa legal além dos carrinhos, pois existem modelos relacionados a personagens muito conhecidos de livros, HQs, filmes etc.

ph-1
Até eu que tenho coração de pedra me alegraria se ganhasse algo assim.

Apesar do tempo ser um dos meus maiores adversários, estou com umas ideias bacanas de montagem para este ano. Além disso, caso consiga materiais que me auxilem no processo, acredito que coisas maneiras estão a caminho.

Não é que “dobrar papel” pode se tornar um hobby?!

2 comentários em “Necessidade que virou hobby

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: